Série Agents of SHIELD – Motoqueiro Fantasma garante bom início para a quarta temporada

0

Sobrenatural e ficção científica vão se misturar e o resulto dos efeitos ficaram muito louco.

Agents of SHIELD encontrou a saída para a cilada em que se encontrava no universo cinematográfico da Marvel. Assim, os Inumanos salvaram a segunda e a terceira temporada e agora Ghost Rider (Motoqueiro Fantasma na sua versão latina e motorista de muscle car) chega para movimentar a ação do quarto ano.

agents-of-shield-s04-motoqueiro-fantasma-transformacao-07

A estreia do personagem deu a “The Ghost”, primeiro episódio do novo ano, o toque de emoção necessário para empolgar o espectador. Gabriel Luna se mostrou confiante como Robbie Reyes e a transição para a versão cadavérica surpreendeu pela qualidade dos efeitos visuais. A adaptação também soube aproveitar a violência trazida pelo personagem, trabalhando dentro dos limites da TV aberta para retratar a sanguinolência da sua vingança.

A ação prática, porém, ficou reservada para o breve confronto entre Ghost Rider e Daisy Johnson/Quake (Chloe Bennet). Não foi o suficiente para mostrar todo potencial visual do personagem, mas o embate representou uma boa amostra do que esperar para o resto da temporada – espera-se também que o custo dos efeitos visuais não transforme todas as cenas de luta em apenas teasers. As habilidades de Quake também foram bem exploradas, com a inumana ainda mais poderosa (apesar das consequências dos embates do finale do ano três). Yo-Yo (Natalia Cordova-Buckley) retornou como sua aliada, apesar de ligada à SHIELD, mas sem mostrar seus poderes em cena.

A computação gráfica também apareceu na representação da ameaça do novo ano, a misteriosa caixa que uniu a irmandade ariana e a máfia chinesa e liberou uma figura fantasmagórica capaz de transformar aliados em inimigos mortais. É a pista que o sobrenatural deve dominar essa primeira parte da temporada, abrindo caminho para as apostas da Marvel em Doutor Estranho (entenda). A história de origem do Ghost Rider deve ser revelada ao longo dos próximos episódios, podendo estar ligada a outros nomes conhecidos da Marvel como Mephisto (segundo declaração do próprio Luna).

A lado sci-fi da série, contudo, não será abandonado. O episódio de estreia do novo ano apresentou Aida (Mallory Jansen), personificando a inteligência artificial da SHIELD em uma nova tentativa de tirar humanos das missões de campo (como Era de Ultron). A perspectiva de ver Holden Radcliffe (John Hannah) e Fitz (Iain De Caestecker) trabalhando no projeto abre uma interessante narrativa para os próximos episódios. O humor também continua uma constante, aparecendo em diálogos

Outro quesito bem construído em “The Ghost” foi a situação da SHIELD pós-Guerra Civil. Com a assinatura do Acordo de Sokóvia, a agência passou novamente para as mãos do governo, causando diversas mudanças internas. Quake/Daisy continua em sua jornada de vigilante/fora da lei contra os Watchdogs (grupo radical que queria eliminar os Inumanos na terceira temporada) quando o Ghost Rider cruza seu caminho (inimigo que logo deve se tornar aliado). Já seus antigos colegas precisam se adaptar à política do novo diretor da SHIELD (Jason O’Mara, que ainda não fez sua estreia na série), que deixou Coulson(Clark Gregg) e Cia. sem autonomia.

Um personagem com o peso de Motoqueiro Fantasma pode ser o que faltava para Agents do SHIELD chegar ao máximo do seu potencial. Que os próximos episódios continuem no mesmo nível –  a prévia de “Meet the New Boss”, que vai ao ar em 27 de setembro nos EUA.

Veja algumas imagens e vamos aguardar as cenas

agents-of-shield-season-4

MARVEL'S AGENTS OF S.H.I.E.L.D. - "The Ghost" (ABC/Jennifer Clasen) GABRIEL LUNA

MARVEL’S AGENTS OF S.H.I.E.L.D. – “The Ghost”

fantasma-shield

 

ariston-assinatura-blog-post

 

Leave A Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.