UM ANO SEM VOCÊ, DESCULPA MAS ACHEI QUE SERIA MAIS FÁCIL

0

Há um ano você se foi. Hoje esta mais suave é como se tivesse morrido, mas as lembranças vão sempre estar aqui, mesmo que eu diga que não ainda te amo.

O problema é que parece que foi ontem que começamos a discutir por coisas que nunca ligamos, nunca teve ciumes, como teve naquele final, parecia que estávamos procurando motivos pra ficar com raiva, pra tentar diminuir aquele amor que era tão grande, nunca falto nada, se falto foi por não deixamos fluir, por que potencial tinha, mas nenhum dos dois se dedicou menos de 100% pelo menos foi a minha impressão.

Mas mudamos por motivos que nunca nos imaginamos que iria nos afetar, gostos, amigos, coisas em que acreditar e seguir, posso parecer estupido mas nunca deixei de ser gentil, pena que não percebia isso, mas sei la, confundimos todos os sentimentos por causa do medo.

Agora mais calmo vejo várias possibilidades de ter feito diferente, mas também foi bom sofrer pra entender o que é maturidade e que responsabilidade é principalmente aceitar o que fizemos ou passamos e seguir em frente. Não quer dizer que está fácil, lembro da puta da sua amiga que pedi, ajuda dizendo que você estava vivendo um momento lindo, precisava se achar. Aquilo me machuco muito é como se eu fosse um estorvo, mas só a gente sabe como nossos corações ficaram devastados, e aos poucos vamos reunindo forças para seguir com a vida, está difícil sem você aqui, me desculpa por ser fraco e admitir isso, estou te procurando em outros corpos mas confesso que só você me completava, sinto falta da sua presença nas minhas tardes ensolaradas.

Faz um ano, mas ainda acho que é muito recente, por que eu me pego fazendo planos com você em meus sonhos, ou pego o celular e penso em te ligar, ou mandar oi, mas engulo seco, sei que tudo mudou, tentei seguir não minto, conheci pessoas lindas e incríveis, mais novas, mais bonitas,  mas nenhuma se encaixou como você. Algumas com mais motivos para sofrer do que eu, mas acho que a minha melancolia é patológica, nunca fui tão chorão e chato, como nesse ultimo ano, tenho nojo de mim mesmo, e meu amor é platônico. Mas mesmo assim com o tempo está aliviando, não achei que iria demorar tanto, mas deve ser o coração querendo me enganar, para deixar de sofrer ao menos por alguns momentos, pelo menos quando estou dormindo ou para eu não ficar doente de verdade.

A sua partida foi rápida, você diz que não, que me avisou, mas não pensou no fato que talvez eu não entendi os sinais, afinal eu era tão feliz ao seu lado que não percebia o que me magoava e nem o que te magoava, fui uma pessoa imatura e inocente da mesma forma que fui quando te conheci, e você gostou disso, mas muita coisa mudou, e nem percebi. E isso tudo causa ainda mais dificuldade em aceitar e entender. Mas eu respeito a sua vontade e a de Deus, aceito com resignação a dor, e tento transformá-la em aprendizado, em sabedoria. Tento transformar a saudade aterradora que me rasga o peito e sinto de você em uma saudade serena e tranquila. Tento transformar as lágrimas pela sua ausência em um sorriso ao me lembrar dos momentos felizes que passamos juntos.

Um ano se passou. E outros anos virão sem você aqui. É difícil reaprender a viver, mas pensar que você só esta tentando ser feliz de alguma forma em algum lugar, me deixa com a alma serena, isso se é que tenho uma alma, estou cada dia mais vazio e morto por dentro.

Mas vou seguir com a vida. Saudades de tudo o que vivemos isso é só uma carta de desabafo. Não quero você de volta relaxa.
Fique em paz, e que Deus, seja la onde que ele esteja em sua imensa bondade, e compaixão ilumine a todos nós.

 

Ariston Simão Rodrigues – Escritor por hobby, UX Designer, criador do blog e canal Destilamente

 

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of