Precisamos de qualidade; não mapas maiores, diz diretor de Dying Light 2

Ariston Simon
Read Time48 Second

Tymon Smektala que a qualidade dos jogos de mundo aberto deve ser uma prioridade na próxima geração, concordo muito do que adianta ficar andando igual um besta sem nada pra fazer

Tymon Smektala, o diretor de Dying Light 2, acredita que a prioridade dos jogos de mundo aberto na próxima geração deveria ser a qualidade; muito mais do que o tamanho dos mapas.

“Não tenho certeza de que [os mundos] serão maiores. Acho que o que vai mudar é o realismo de tudo. Não acho que as pessoas precisam de mundos maiores. Elas precisam de mundos com maior qualidade e mais imersivos”, disse em entrevista à revista oficial da Xbox.

“Você pode criar mundos maiores que não impactam a performance. O que interfere na performance é a quantidade de NPCs ao redor do jogador, a variedade deles, como eles se comportam e a quantidade de animações. As melhorias na próxima geração permitirão que trabalhemos mais neste sentido”, afirmou.

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of
Next Post

METACRITIC REVELA LISTA DOS 10 PIORES JOGOS DE 2019

O site Metacritic, famoso por reunir análises de usuários e críticos profissionais, divulgou quais foram os dez jogos lançados ao longo de 2019 que receberam as piores médias de notas. A lista inclui desde games pouco conhecidos, como Eternity: The […]